Gente é pra brilhar

Rubens Nóbrega, conhecido jornalista da Paraíba, também destacou o título recebido por Almir Laureano. Trecho retirado de seu blog no Jornal da Paraíba.

—-

Duas ótimas notícias esta semana. Na segunda (16), a UFPB entregou o título de Doutor Honoris Causa a Almir Laureano dos Santos, o nosso guerreiro da paz. Na terça (17), o Senado aprovou a indicação de Fábio George Cruz da Nóbrega, Procurador Regional da República, para representar o Ministério Público Federal (MPF) no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). São dois grandes paraibanos, cidadãos exemplares, profissionais de altíssima competência que vivem momentos de intenso e merecido brilho.
Almir é um dos líderes do Movimento Internacional pela Paz e Não-Violência, além de fundador e coordenador da Rede Desarma Brasil e vice-presidente do Conselho Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça. Fábio George, atualmente Corregedor Regional da 5ª Região da PGR (com jurisdição sobre os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas), foi o mais votado dos mais votados entre seus pares na eleição da lista tríplice de candidatos à representação do MPF junto ao CNMP, que vem a ser o CNJ, digamos assim, da instituição Ministério Público em todas as esferas de atuação, em todo o país.
Almir foi proposto para receber a mais alta honraria acadêmica da nossa Universidade pelo Professor Wilson Aragão, Diretor do Centro de Educação da UFPB. Recebeu o título na noite de segunda no auditório da Reitoria da Instituição, no Campus de João Pessoa. Fábio George teve seu nome indicado para o CNMP por Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República, em 14 de novembro último. Segunda (16), em Brasília, foi sabatinado e aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal. Na terça (17), a decisão da CCJ foi referendada pelo plenário da Casa.

 Um pouco de Almir

Almir Laureano, segundo o breve perfil exposto em matéria de divulgação da própria UFPB, é conferencista, consultor com formação profissional na área de vendas, treinamento e sistema de qualidade ISSO 9002 e autodidata em Ciências Humanas. “A sua trajetória registra mais de 1900 palestras realizadas em todo o Brasil nas áreas de Humanas, Evolução do Pensamento humano, Desenvolvimento da Consciência e Cultura de Paz e Não-Violência”, acrescenta a matéria da Universidade. Por sua militância, foi definido na solenidade em sua homenagem como “paladino da cultura da paz”, palavras com que foi saudado na ocasião pela Professora Neide Mielli, criadora do Programa de Pós-Graduação da UFPB em Ciências da Religião.

(…)

Fonte: http://www.jornaldaparaiba.com.br/coluna/rubensnobrega

UFPB concede título de Dr. Honoris Causa a Almir Laureano

Notícia veiculada no portal da UFPB sobre a solenidade em que a UFPB concede o título Dr. Honoris Causa a meu pai.

Almir Laureano 1

“Paladino da cultura da paz.” Foi assim que a professora Neide Mielli, incumbida de fazer o discurso de saudação ao homenageado, definiu o novo Dr. Honoris Causa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Almir Laureano dos Santos.

 Propositura do Diretor do Centro de Educação, professor Wilson Aragão, o título honorífico foi aprovado unanimemente pelo Conselho Universitário (Consuni), através da Resolução n° 30/2013, que justifica a homenagem “pelo trabalho social, humano, solidário e fraterno que Almir Laureano há anos desenvolve no Brasil, como um dos Coordenadores Nacionais do Movpaz – Movimento Internacional pela Paz e Não-Violência, fundador e Coordenador da Rede Desarma Brasil, e Vice-Presidente do Conselho Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça.”

 A solenidade ocorreu na noite desta segunda-feira (16)  no Auditório da Reitoria, sendo presidida pelo Vice-Reitor da UFPB, Eduardo Rabenhorst, tendo como componentes da mesa dirigente dos trabalhos o Procurador do Tribunal de Contas da União na Paraíba, Rainério Rodrigues, o Procurador do Ministério Público do Estado da Paraíba, José Raimundo de Lima, do Representante da Federação Espírita Paraibana, Marcos Lima, e do Grão-mestre da Potência Maçonica Grande Oriente do Brasil, Aderaldo Pereira.

 

Almir Laureano

 Sob aplausos de um auditório repleto de autoridades e amigos, o novo Dr. Honoris Causa da UFPB disse que sua riqueza é a amizade que construiu ao longo do anos, propugnando por uma  educação de paz no país, pois “a educação não é um caminho; a educação é o caminho”, sentenciou.

 Almir Laureano é paraibano, conferencista, consultor com formação profissional na área de vendas, treinamento e sistema de qualidade ISSO 9002, autodidata em Ciências Humanas, além de coordenar o Movpaz na Paraíba e no âmbito nacional, é o atual Vice-Presidente do Conselho Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Coordenador Nacional da Rede Desarma Brasil.

 A sua trajetória registra mais de 1900 palestras realizadas em todo o Brasil nas áreas de Humanas, – Evolução do Pensamento humano, Desenvolvimento da Consciência e Cultura de Paz e Não-Violência.

Fonte:

ASCOM – Reitoria (Fernando Caldeira/Jéssica Azevedo-estagiária)

ufpb.br

Minha carta ao meu pai, Almir Laureano, pelo título Doutor Honoris Causa

A simplicidade da paz se alia à simplicidade de pai.

Senhoras e senhores, família e amigos e amigas, boa noite!

Gostaríamos de agradecer a todas as pessoas presentes, bem como à UFPB pelo o honroso título ao meu pai.

Gostaria também de tentar expressar em poucas palavras o sentimento de estar longe, num evento tão importante para a nossa família.

O título que ora é entregue, sintetiza o trabalho simples em favor da paz. Simplicidade que não quer dizer pouca amplitude de alcance, mas tão somente a atitude de ver que a paz pode ser construída a partir da palavra, dos gestos e da ética. Mais que ser o foco dos efêmeros holofotes que trocam de celebridade com o piscar dos olhos, a prática da paz requer uma constância e uma capacidade de insistência não violenta, bem como de desobediência às regras modernas de convivência natural com a violência. Requer também a indignação sem agressão; não aceitar a violência, mas aceitar a condição do outro; estar descontente sem descontar no outro. É tão somente trabalhar na construção da paz de forma silenciosa, mas sendo escutado.

Outrora inspirado pelos grandes homens e mulheres da humanidade, com sua simplicidade e de alcance inimaginável, consegue inspirar a todos que o conhece, e é nesta inspiração que gostaria de dizer da certeza de que continuará o mesmo Almir, Miro e painho, que sempre conhecemos. A honradez do título não irá envaidecer no sentido de se sentir melhor que os outros, mas será um reconhecimento que perpetuará o nosso sentimento de gratidão à distinta universidade por reconhecer nosso pai como uma pessoa que faz algo muito importante para a nossa sociedade.

Finalizando, gostaria de dizer que muito do que ainda busco e o que já consegui construir em minha vida tem o exemplo, a palavra, a vivência e a convivência da simplicidade de constituir uma família que se ama.

Obrigado UFPB.

Obrigado às pessoas queridas.

Obrigado Pai.

Com amor e carinho,

Matheus, Amely e Clarice.

Austin, 16 de dezembro de 2013.

A incrível história das coisas e a solução

The_Story_of_Stuff

Vocês conhecem ou se lembram de um vídeo contando a história das coisas, em que uma mulher explica como as coisas, no mundo do consumo funciona? O vídeo ficou muito famoso na época de lançamento e a ideia se desenvolveu a tal ponto que virou uma organização que busca educar e informar acerca dos processos industriais e alguns perigos que vivemos ao consumir de forma desenfreada. O primeiro vídeo é o que lançou a ideia, A História das Coisas; o segundo, o mais atual, A Hitória das Soluções. O primeiro tem legenda em português, o sengundo ainda não.

Se querem conhecer mais sobre o projeto, vá ao site deles e ajudem, pois vale a pena:

The Story of Stuff Project

10 Momentos Marcantes do Cinema – Parte 6

Para esta lista, destaco Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, de Michael Gondry. Mas o mais impactante, além da direção perfeita de Gondry, é a história do filme. Nunca uma história de amor foi contada deste jeito. Imagine se você conseguiria continuar apaixonado(a) pelo(a) seu/sua amado(a) mesmo sabendo tudo o que ele/ela pensa. Os mais escondidos segredos. O filme não fala isto, mas foi o que eu pensei ao assisti-lo; foi minha impressão do filme. É simplesmente imperdível. A partir dele, considero o Charlie Kaufman o melhor roteirista vivo e assisto tudo dele.

Meu segundo destaque vai para Abril Despedaçado, pois trata-se do mais belo filme brasileiro já filmado. Posso estar exagerando, mas gosto muito deste filme. Ele é perfeito, desde a escolha da história, do elenco e do ambiente filmado. Além de tudo, tem uma excelente turma de atores paraibanos, dos quais considero alguns dos melhores atores que já, como Servilio de Holanda e Everaldo Pontes. esses dois são fora de série. Além deles, tem também Ravi Ramos e Luís Carlos Vasconcelos. E viva a Piollin!

Meu terceiro destaque vai para Diários de Motocicleta, outro filme de Walter Salles. Podem até dizer que é uma visão romântica de Che, mas o filme é belíssimo. A música de Jorge Drexler, Al Otro Lado del Río, é linda demais e parece que foi feita especialmente para o filme. Foi?

Meu quarto destaque vai para Cegueira, de Fernando Meireles, baseado na espetacular obra de José Saramago, Todo mundo busca comparar livro com filme. Não tem como, são duas linguagens diferentes. Eu achei o filme muito bom, recomendo para todos. O livro então, é mais que recomendado.

Não poderia deixar de destacar o filme Os Outros. Muito bom, um dos melhores suspenses que já assisti. Muito bem construído, com uma história muito interessante e com uma tensão constante, que faz-nos ficar grudados à tela para fugir e ao mesmo tempo ficar para saber o que vai acontecer.

Amores Brutos (Amores Perros) é um filme muito bacana, pois me apresentou Gael García Bernal, um grande ator. Além disto, trata de uma trama muito bem amarrada, com uma história urbana, moderna, latina, enfim, um filme imperdível.

Meryl Streep é sensacional, e em O Diabo Veste Prada ela está demais. Ela vale o filme. Pescador de Ilusões foi o primeiro filme do louco, no bom sentido, Terry Gilliam que assisti gostei muito de suas viagens metafóricas que sempre permeiam seus filmes. Um Lugar Chamado Notting Hill é tão despretensioso que é bom. Não tem nada de especial, tem clichês bem encaixados, um casal com uma boa química e um engraçadíssimo ator para roubar as cenas.

Por último destaco Carrie. Já que estamos em época de sua refilmagem, falo aqui do original, de Brian de Palma. Que filme bom! Como ele fez escola, com tantas porcarias imitando e tentando repetir cenas do filme, mas nenhum é igual ao de 1976.

Incrível arte com o corpo – Alexa Meade

artwork-07

artwork-06

artwork-01

Alexa Meade conta que desistiu de uma carreira burocrática para ser uma artista. Acho que ela fez a escolha certa. Não que a carreira pública seja ruim, mas porque ela deve ser uma artista melhor que se fosse uma burocrata. Para saber mais sobre o precesso criativo, veja o vídeo abaixo e para ver mais pinturas, clica aqui.

Robin Hammond – Condemned

O fotógrafo Neozelandês, Robin Hammond recebeu um prêmio de 30.000 dólares por realizar uma série de fotografias sobre a condição das pessoas que sofrem com doenças mentais em alguns países do continente africano. Essa experiência durou 2 anos e, segundo o mesmo, utilizará o dinheiro para poder publicar um livro com as fotos.

É impressionante a captação que ele consegue e, como também traz reflexões em torno de nosso tratamento às pessoas com doença mental. Infelizmente essa realidade observada ainda pode ser encontrada em nosso país. Também serve de alerta para todos nós sobre o que somos capazes de fazer com outro ser humano que não se encaixa nos padrões estabelecidos ou que estão numa condição mental que pode não conseguir responder muito pelos seus atos, mas que precisa de ajuda e da compreensão de todos, como também de um tratamento sério e que tente minimizar os sintomas e maximizar a qualidade de vida.

Cada corrente, cadeado, grito ou nó, é como se a alma de alguém estivesse presa e sem poder gritar para pedir ajuda. São mudos e nós cegos, diante da necessidade alheia, numa sociedade que está cada dia valorizando mais e mais o supérfluo em detrimento do essencial na convivência humana, que é o ser humano em si.

Achei essas imagens e informações na Time Lighbox. Você pode ver também as legendas para cada foto.

 

Arte e Ciência

Arte e Ciência

Mais um vídeo interessante do TED Talks. Fabian Oefner, um artista suíço, nos mostra A Dimensão Invisível,  que está envolta de alguns experimentos. Ele pôs cristais (foto acima) coloridos em um alto falante para captar, numa câmera com 3000 quadros por segundo, as ondas emitidas pelo som. Fez também misturas de um tipo de fluido de ferro com aquarela, entre outros experimentos os quais ele transformou em arte. Abaixo tem um vídeo demonstrativo dele sobre sua arte.

Vale a pena!

É só por a legenda em português!

 

Gravity… 3D… espetáculo!

gravity

Nossa primeira vez num cinema aqui em Austin, EUA, foi para assistir ao filme Gravity. Além de ser um filme muito bom, a tecnologia utilizada para o uso do 3D foi encantador.

O filme é belíssimo, tem o universo como pano de fundo, uma história simples, mas que o diretor consegue manter a tensão e a expectativa do que virá durante o filme todo. As sensações experimentadas com o 3D neste filme foram muito bacanas, em que tive que “desviar” minha cabeça diversas vezes dos destroços das estações espaciais; também tive vontade de “resgatar” os personagens, de tão próximos que eles ficaram de meu assento e ainda fomos brindados com imagens lindas de nosso planeta.

Além disto, tem também uma homenagem a 2001, Uma Odisséia no Espaço, com a personagem de Sandra Bullock em posição fetal.

Filme mais que recomendado.

Obrigado!

Austin, TX… 2 meses

Faz 2 meses que chegamos a Austin e que estamos longe de nossos pais, parentes e amigos e da nossa terra. A experiência tem sido um pouco diferente do que pensávamos, ou melhor está mais superlativo que pensávamos. A língua, o curso, a adpatação, foi um pouco mais complicado que pensávamos, mas, após esse período, estamos muito bem. A vida está melhor porque tivemos a sorte de encontrar pessoas maravilhosas, que nos ajudaram bastante. Mirtes e Lúcio, com muito carinho e desprendimento, estão sempre conosco, nos ajudam, dão dicas e presentes, passeiam conosco, enfim, foram fundamentais. Outras duas pessoas que também foram fundamentais nesse processo: Paulo e Simone. Mesmo com a gravidez no último mês, nos ajudaram bastante, emprestando o carro, dando dicas, passeando, conversando, dando caronas. Graças a essas pessoas nossa vida aqui está muito melhor.

Uma outra coisa interessante é que encontramos uma cidade muito amigável, em que as pessoas do bairro que moramos sempre nos cumprimentam, acenam, falam com Clarice, sorrindo… dizem que essa é uma das características de Austin: uma cidade amigável, em que a filosofia da cidade é a que, não importa o que você vista, tenha ou se apresente, o que importa é o que você é (guardada as devidas proporções de ser uma cidade no país mais consumista do mundo e num estado conservador). Além disto, estamos numa cidade em que não teremos um frio intenso.

Nesse período já conhecemos algumas coisas, já experimentamos comida tailandesa, que é gostosa mas foi um fiasco; enfrentei fila para comer Barbecue (churrasco); vi fila de gente querendo comprar o novo iPhone; sentimos a mudança de temperatura do deserto de quando chegamos, para o frio que começa a se avizinhar e, enfim, curtimos muita música ao vivo enquanto Clarice brinca no playground, no Central Market.

Ademais, a saudade é grande, mas viemos dispostos a superar todos os obstáculos. E vamos!

Por enquanto é isso…

Brasil, nos despedindo, rumo a Austin… Daqui a pouco estaremos de volta.

austin

Austin! Aí vamos nós

Estamos de partida para Austin, capital do estado do Texas, EUA. Lá começaremos uma jornada de 4 anos, longe de quase todas as pessoas que amamos: família, amigos e a nossa Paraíba. Eu, especialmente, ficarei pela primeira vez na vida mais de 40 dias fora de João Pessoa, já que sou nascido e criado na mais bela das capitais brasileiras.

O nosso núcleo familiar estará junto para apoiar o doutorado de Amely, e fazer com que esta experiência seja incrível. Levamos nas bagagens as roupas, bandeiras do Brasil e da Paraíba, acessórios, livros e tantas coisas, que nem imaginamos que seria possível levar numa mala.

Contudo, o mais importante, levamos em nossos corações e memória: o amor a todas as pessoas que ficaram no Brasil, vibrando por nós, fazendo orações, desejando tudo de bom; dando-nos presentes; demonstrando-nos emoções e lágrimas que compartilhamos; escrevendo… Para todos(as) vocês, nós agradecemos imensamente.

Para não alongarmos mais o texto, deixamos duas músicas que falam bem de nossa identidade paraibana e brasileira, bem como da nossa iniciada relação com os EUA: Chiclete com Banana de Jackson do Pandeiro e Brasil Pandeiro dos Novos Baianos.

Clique abaixo e escute-as. Essas são as primeiras músicas que deixamos para todos.

Matheus, Amely e Clarice

Dia do Rock – uma lista bacana para curtir o dia

guitar

Hoje é dia do Rock, então, criei uma lista com algumas das minhas músicas preferidas do rock. Faltam muitas músicas, eu sei, mas aí estão alguns clássicos do rock mundial e nacional. Começa com o Queen e termina com Neil Young, passando por Titãs, Legião, Led Zeppelin, Uns e Outros, enfim, tem 21 músicas bem bacanas do rock. Curtam o Dia do Rock, pois para mim, quase todo dia é dia de rock.

 

Agarrando o pixel. O virtual se tornando real. Sério!

ted_talks

Essa curta fala, Jinha Lee traz-nos a verdadeira interação entre o mundo virtual e real, tornando o segundo em realidade. É impressionante como a tecnologia está voando. Já pensei em diversas aplicações disto na educação. É uma verdadeira revolução.

OBS: Em poucos dias deverá ter legendas em português, mesmo assim, só pelas imagens dá para se impressionar.

O site do Jinha Lee, clicando aqui.